Blog

24.09.2019 | Notícias

Eu Rodo Seguro alerta os trechos mais perigosos nas rodovias federais

3f219831-8a95-41fe-945e-694b62dcb8e2

 

O  aplicativo Eu Rodo Seguro emite alertas sonoros quando o motorista estiver se aproximando dos trechos com alta periculosidade nas rodovias federais brasileiras. O lançamento foi durante o  Safety Talk – evento que reuniu cerca de 100 convidados na fábrica da Volvo – dentro do programa de comemoração dos 40 anos da Volvo no Brasil. 

 “O aplicativo é mais uma contribuição do Programa Volvo de Segurança no Trânsito (PVST) à sociedade”, destaca Carlos Ogliari, vice-presidente de RH e Assuntos Corporativos da Volvo na América Latina. “É uma forma de reforçar nosso compromisso social de gerar prosperidade, indo além de produtos e serviços, alinhado à Visão de Segurança do Grupo Volvo, de buscar um futuro com Zero Acidentes envolvendo veículos da marca”.

Trata-se de uma  evolução do Atlas da Acidentalidade, idealizado pelo PVST em parceria com a Polícia Rodoviária Federal e a empresa Tecnométrica. O aplicativo é gratuito e está disponível para os sistemas Android e IOS, nas lojas Play Store e App Store. Trabalha em conjunto e paralelamente com o navegador GPS utilizado pelo motorista e funciona offline.

A primeira edição do Atlas da Acidentalidade  no Brasil foi disponibilizada em 2014 em versão impressa. A edição de 2018  já contemplava um Portal com possibilidade de simulação de uma rota da viagem  para visualizar os trechos de alto perigo de acidentes. A inovação em 2019 foi lançar o aplicativo para facilitar o uso e o planejamento da viagem, permitindo a gestão de risco na palma da mão do usuário. “A PRF conta com um completo e valioso banco de dados dos acidentes nas rodovias federais brasileiras. Nossa maior contribuição foi transformar números em informação e colocar à disposição da sociedade. O Atlas aponta os locais com maior número de mortos e feridos (leves ou graves), as principais causas de acidentes, as mais letais, e os dias e horários da semana com maior índice de acidentes”, explica Anaelse de Oliveira, coordenadora do PVST.

De acordo com dados da edição 2019 do Atlas da Acidentalidade no Transporte, em 2018, foram registados 69.229 acidentes que deixaram 76.555 feridos e 5.271 mortos nas rodovias federais brasileiras.  O número corresponde a um média de 14,4 por dia.

O App Eu Rodo Seguro emite alertas sonoros 500 metros antes do motorista entrar em trechos com maior risco de acidentes nas rodovias federais brasileiras. É uma ferramenta que ajuda o motorista a adotar a direção preventiva para chegar ao destino em segurança, uma vez que o sinal de alerta é um aviso para que redobre a atenção nos trechos de maior periculosidade.  Agindo dessa forma, todos contribuem para evitar acidentes e salvar vidas”, complementa Anaelse .

A recomendação aos motoristas usuários do “Eu Rodo Seguro” é acessar o aplicativo antes de sair de viagem, indicando a origem e destino e clicar na lupa para traçar a rota. A partir daí, durante todo o trajeto, o aplicativo irá emitir alertas sonoros para indicar os trechos de perigo.

 

“Este é um excelente exemplo de parceria público privada em benefício da sociedade. Qualquer atitude que venha para melhorar a segurança no trânsito é bem-vinda, e certamente o aplicativo será um instrumento que vai ajudar, especialmente as empresas de transporte, a orientar os motoristas a fazerem viagens mais seguras”, afirma Eder Rommel, da coordenação de comunicação da Polícia Rodoviária Federal.

Para mais informações sobre o App Eu Rodo Seguro acesse: https://www.atlasacidentesnotransporte.com.br/

Veja como foi o evento Safety Talk: https://youtu.be/kETI5A-San4

Baixe já e viaje com mais segurança!

APP STORE: https://apps.apple.com/br/app/eu-rodo-seguro/id1477615825?l=en

GOOGLE PLAY: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.companyname.zeroAcidentesApp

 

Trechos com maior número de acidentes estão próximos às cidades

Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, são os estados, segundo as estatísticas da PRF, que concentram o maior número de trechos das rodovias federais com o maior número de mortos e feridos do país. Em comum, os trechos com maior índice de periculosidade são próximos a cidades e com fluxo de pedestres.

O pior trecho em número de acidentes e mortos do Brasil fica no município de São José, na Região Metropolitana de Florianópolis. A região está no topo da lista de acidentes graves desde que o Altas da Acidentalidade no Transporte começou a ser editado, há cinco anos. Só em 2018, foram registrados no município 721 acidentes que deixaram 15 mortos e 754 feridos entre os km 204 e 213 da BR 101, e mais 283 acidentes com 4 mortos entre os km 0 ao 9 da BR 282 que também passa pela cidade.  Outro trecho de alto risco fica em Guarulhos, entre os km 212 e 221 da BR 116. No ano passado, foram registrados no local 376 acidentes que resultaram em 20 mortos e 400 feridos.

Os trechos mais perigosos apontados pelo aplicativo Eu Rodo Seguro são atualizados a cada semestre , a partir dos dados do Atlas da Acidentalidade no Transporte. O levantamento é feito pela Tecnométrica, empresa de engenharia da informação, com base nas estatísticas de acidentes da Polícia Rodoviária Federal. Foram incluídos no aplicativo os locais de periculosidade alta e moderada em todos os estados brasileiros, considerando o total de acidentes, mortos e feridos.

Santa Catarina e Minas Gerais são os estados com os trechos mais perigosos em acidentes envolvendo caminhões.  O município de São José, na Região Metropolitana de Florianópolis também está no topo da lista de acidentes com caminhões. Entre os KM 204 e 213, da BR 101, foram registrados no local 84 acidentes que resultaram em 5 mortos e 72 feridos.  Em Minas, o trecho mais perigoso fica entre os km 469 e 478 da BR 251, próximo a Francisco Sá, onde ocorreram 25 acidentes que deixaram 11 mortos e 87 feridos.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO