Blog

26.04.2019 | Notícias

Cada gota conta, também para a segurança

Programa de gestão de consumo de combustível da Volvo apresenta impactos significativos na redução dos riscos de acidentes. 

A meta principal é reduzir o consumo de combustível, mas o programa Gestão de Combustível da Volvo também apresenta resultados positivos no aumento da segurança do transporte de cargas. Como consequência, o programa contribui diretamente com a meta Zero Acidentes envolvendo veículos da marca.

“Os resultados são excelentes.  Com ganhos na redução de consumo, aumento da vida útil das peças, em segurança e no relacionamento com o cliente”, afirma Deise Kindinger, gerente de desenvolvimento de novos serviços da Volvo. “As orientações de direção econômica, naturalmente impactam em uma condução mais segura, já que muitas técnicas são as mesmas”

O Gestão de Combustível é um dos programas de serviços conectados que a Volvo oferece aos clientes da marca para reduzir custos de operação. O serviço é uma consultoria remota com foco na economia de diesel, que chega a representar 50% dos custos de transporte.

O programa utiliza o Dynafleet, sistema de gestão de frotas da marca, para entregar ao cliente um relatório com a análise dos dados gerados pelo sistema e dicas de como melhorar a performance do caminhão, por veículo e por motorista.  “Fazemos um acompanhando ativo da operação, analisamos os dados e enviamos aos clientes com sugestões específicas para cada ponto de melhoria identificado. É um trabalho contínuo”, explica Gisele Dentelo analista de desenvolvimento de negócios da Volvo.

Relatório em mãos, a Volvo, em conjunto com o cliente e as concessionárias, elaboram um plano de ação para melhorar as médias de consumo de combustível com base nos parâmetros de dados do Dynafleet: antecipação de frenagem, utilização do motor e da caixa de câmbio, adaptação de velocidade, e paradas (veículo ligado e parado).

A principal atividade do plano de ação é o treinamento dos motoristas, para que obtenham o melhor aproveitamento das tecnologias embarcadas no caminhão, como caixa I-shift, I-Roll, I-See, piloto automático, freios de serviço e freio motor.

Competição gera economia e segurança

Quando a Canção Distribuidora, empresa do Grupo GT Foods que transporta frango congelado e resfriado, aderiu ao programa Gestão de Combustível da Volvo, não imaginava que teria “efeitos colaterais” tão positivos.  Além dos motoristas aderirem ao aplicativo do Dynafleet para melhorar suas médias, começaram a competir entre eles pelos melhores resultados, já que o aplicativo dá notas de performance na direção.

A competição resultou em uma operação mais econômica e segura, trazendo benefícios para a empresa, para os motoristas e para a segurança viária.  A redução de velocidade e de freadas bruscas foram expressivas, reduzindo também o risco de acidentes. A média de consumo melhorou significativamente, saindo de de 2,05 km por litro de diesel para 2,40. Além disso, a vida útil dos pneus e de outras peças do caminhão aumentou.

“No início houve uma certa resistência ao uso do aplicativo. Mas depois, eles começaram a se incomodar com os campos vermelho e amarelo apontados pelo aplicativo. Buscaram informação e mudaram de atitude para deixar todos verdes”, conta Joyce Gonçalves, responsável pela gestão de frotas da GT Foods.

Para ajudar os motoristas a melhorar os resultados a Canção Distribuidora contou com o suporte dos técnicos do Gestão de Combustível da Volvo e da Nórdica, concessionária da marca para Curitiba no Paraná.  Depois de falar com especialistas da Volvo e receberem as primeiras instruções, os motoristas ainda fizeram uma viagem com o instrutor de treinamento da Nórdica, para mostrar, na prática, como tirar o melhor aproveitamento dos recursos do caminhão para reduzir o consumo e melhorar as notas.

“Desde o início da utilização do Dynafleet, eles estão se policiando mais. Ajuda bastante acompanharem pelo aplicativo as médias e os pontos a serem melhorados, pois está ao alcance deles. Não é somente um relatório que a empresa entrega ou uma informação que passamos.  Eles estão vendo, estão acompanhando junto conosco e buscando melhores resultados”, afirma Joyce.

A voz do motorista

“A gente pensa que não, mas o Dynafleet mostra como trabalhar melhor e a aproveitar mais o piloto automático. E não ficar com o pé no acelerador o tempo todo, ajuda a ter uma viagem mais descansada, com mais atenção na estrada”, diz Carlos Roberto Nogueira, da Canção Distribuidora.

“Com o aplicativo no celular, a gente tem a oportunidade de acompanhar a performance do caminhão e se autocorrigir para melhorar a condução. Temos uma condução mais consciente e mais segura”, conta José Carlos Rosa, da Canção Distribuidora.

Notas altas em segurança 

Desde que contratou o serviço Gestão de Combustível da Volvo e começou a usar o Dynafleet para acompanhar a performance dos caminhões, a Transportadora Translecchi viu as notas de desempenho dos motoristas aumentar e os custos da operação diminuir. Os ganhos em segurança vieram como bônus para a empresa, que tem metas rígidas de segurança para atingir, por exigência de seus clientes.

“O foco era o controle da performance do caminhão e do motorista, mas também está contribuindo no quesito segurança, porque o motorista está se policiando a todo o instante. Ele não quer utilizar o freio de serviço desnecessariamente porque a pontuação dele vai cair, então ele faz o controle das acelerações e frenagens e, naturalmente, antecipa as frenagens evitando freadas bruscas, mantendo uma distância segura dos veículos à frente, e controlando a velocidade do caminhão”, explica Josmar Almeida de Brito, supervisor de frotas da Translecchi.

Em um ano, houve melhoria nos quatro parâmetros do Dynafleet. A média geral da frota que transporta bebidas para a Ambev e conta com o serviço aumentou de 79 para 91.  E a média de consumo, também teve uma melhora significativa, saltando de 2,42 para 2,57.

A voz do motorista

“O Dynafleet é uma importante ferramenta de trabalho, que utilizo para fazer uma condução mais econômica e segura. Porque condução econômica também é uma condução segura”, diz Alexandre Galdino, da Translecchi.

Canção Distribuidora - José Carlos Rosa 1

 

DEIXE UM COMENTÁRIO