Blog

29.10.2019 | Notícias

50 anos do Comitê de Investigação de Acidentes: Contribuição para a Visão Zero Acidentes da Volvo

ART

A maior iniciativa para investigação de acidentes envolvendo caminhões no mundo chega aos 50 anos. O Volvo Accident Research Team (ART) já investigou as causas de  mais de 1700 acidentes envolvendo caminhões. Os estudos do comitê tem sido a base para o desenvolvimento de soluções de segurança para as novas gerações de produtos da marca, com vistas a redução acidentes e preservação de vidas.

“O objetivo é aprender como os nossos produtos  e seus ocupantes são afetados em diferentes situações de acidentes. É por isso que nos concentramos principalmente em acidentes que envolvem caminhões novos com consequências graves ou acidentes nos quais podemos observar um padrão recorrente”, relata Anna Theander, líder do Grupo de Investigação de Acidentes Volvo.

Desde a sua criação em 1969, o ART tem sido um dos pilares do trabalho para concretizar a visão de acidentes zero: não ter o registro de nenhum caminhão Volvo envolvido em acidentes fatais. Ao longo dos 50  anos,  foi investigado mais de 1700 acidentes e compilado  um valioso banco de dados, que resultou no desenvolvimento de grande parte das novas soluções em segurança nos veículos da marca. Também fornece uma base de conhecimento para sedimentar palestras e treinamento e conscientização sobre comportamento seguro.

O trabalho é realizado em colaboração com serviços de resgate, empresas de recuperação de veículos e polícia na Suécia. As informações e imagens são analisadas em conjunto por toda a equipe, composta por uma rede de dez especialistas de diferentes áreas do Grupo Volvo. Também são realizadas comparações com acidentes semelhantes ao longo do tempo para possibilitar que a equipe identifique padrões e tendências que exijam medidas ativas na forma de desenvolvimento de produto.

“O Comitê de Investigação da Volvo faz um trabalho pioneiro e com alta importância para o desenvolvimento contínuo de soluções para manter a Volvo na liderança em segurança no mundo. Os resultados desses estudos são uma base valiosa para o desenvolvimento da maioria das soluções e tecnologias de segurança das últimas gerações de caminhões Volvo”, esclarece Alan Holzmann, Diretor de Estratégia de Produto do Grupo Volvo América Latina.

Rotina do Comitê

1h02, um técnico de resgate recebe uma chamada de emergência informando que um caminhão havia colidido com outro caminhão parado numa via a 30 quilômetros de Gotemburgo, na Suécia. Sete minutos depois, Anna Theander, líder do  Grupo de Investigação de Acidentes, recebeu um e-mail com dados sobre o ocorrido e esclarece. “Foi uma colisão fortíssima, que danificou bastante a cabine do motorista e fez com que a carga se espalhasse na estrada. O motorista teve muita sorte ao sair ileso”, diz Anna. No dia seguinte, ela e dois colegas vão ao local do acidente para fazer a investigação. Mediram as marcas de derrapagem, examinaram a superfície da estrada, verificaram se algum airbag foi acionado e se o sistema de segurança funcionou, entre outros itens. Fizeram fotos e documentaram praticamente todo o veículo. “Procuramos detalhes que expliquem as causas do acidente para que possamos melhorar o próximo modelo para evitar incidentes semelhantes”, esclarece, Anna. Os técnicos também buscam informações sobre as condições do motorista, da estrada, horário e condições climáticas. Anualmente  a equipe investiga cerca de 30 acidentes envolvendo caminhões Volvo nas estradas ao redor de Gotemburgo, onde fica a sede do Grupo Volvo.

 

ART 2

 

DEIXE UM COMENTÁRIO